Bispo de Marabá agradece respirador enviado pelo Papa Francisco

Compartilhe essa Pagina

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on telegram
Share on whatsapp

“Foi uma ação caritativa muito bonita do Papa Francisco através da Nunciatura Apostólica para o Hospital de Campanha de Marabá. Nós pedimos que fosse utilizado mais para os povos indígenas, por serem os mais necessitados”, afirmou ao Vatican News o bispo de Marabá, Dom Vital Corbellini.

Em vídeo publicado no site da diocese, Dom Vital falou diante do Hospital de Campanha, explicando que o respirador pulmonar será usado por todas as pessoas que mais precisam, e agradeceu de coração ao Papa Francisco e ao Núncio, fazendo votos que os aparelhos possam ajudar a salvar vidas.

O respirador – um dos quatro enviados pelo Vaticano ao Brasil – e um medidor de temperatura, chegaram a Marabá no domingo e foram entregues pelo bispo diocesano ao coordenador da Unidade de Saúde, em cerimônia especial realizada na manhã de segunda-feira, 13.

Na Unidade de Saúde há 10 leitos destinados a pacientes indígenas com Covid-19, estando atualmente dois ocupados.

Em entrevista ao Jornal Liberal, Dom Corbellini explicou que “o Papa tem no coração estes povos indígenas, porque muitas vezes seus direitos são violados. O governo não está dando muita atenção para estes povos. Há invasão de suas terras, florestas, rios. Então é preciso olhar com carinho estes povos, para que possam viver bem. Então temos este aparelho que pode ajudar a salvar vidas para essas pessoas.”

Segundo a Secretaria da Saúde Estado do Amapá, a taxa de ocupação dos leitos de UTI nos dois hospitais regionais de Marabá é de 91%. Já a dos leitos clínicos chega a 71%.

Vatican News

Mais Artigos

FORMAÇÃO

Amar a Deus é uma forma de oração?

Embora o amor a Deus, apropriadamente chamado de Caridade, seja o maior de todos os dons (1Cor 12,31) e a maior das virtudes teologais, a única